sábado, 6 de agosto de 2011

Ensina-nos a contar os nossos dias.





Ensina-nos a contar os nossos dias

        O Salmo 90:12-14: é um texto relevante nos dias atuais e diz assim: “Ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos coração sábio. Sacia-nos de manhã com o teu constante amor, para que nos regozijemos, e nos alegremos todos os nossos dias”.


        O Tempo é coisa séria.  Reconhecem isto aqueles que, por qualquer razão, já não dispõem mais dele. Aquela mulher chorava dizendo: “Se eu tivesse chegado um minuto antes, o meu filho não teria morrido”. Ou aquele Pai que em seus momentos de dor e tristeza quando seu lar estava todo destruído, diz: “se eu pudesse voltar no tempo, eu gastaria mais a minha vida com a minha família e de levar uma relação mais íntima com Deus”.

        Li num livro de contos árabes a história de um homem pensativo, triste e que, ao ser perguntado de porque essa tristeza, ele respondeu lamentando-se:  “Acabo de perder a mais preciosa das minhas jóias: talhada com um pedaço da pedra da vida, confeccionada na oficina do tempo, adornada com 24 brilhantes ao redor dos quais se agrupam 60 pedras menores”.   “E o pior”, complementou ele, “uma jóia que, perdida, jamais se recupera”. Referia-se ele a um dia de 24 horas distribuído em 60 minutos cada hora.


        Sem dúvida alguma, o tempo é limitado, perpetuamente frágil.

Por isto Tiago dá uma bela definição  diante da pergunta: “Que é a vossa vida? É um vapor que por um instante aparece e logo se desvanece” (Tg 4:14). E o Salmista complementa: “Quanto ao Homem, seus dias são como a relva; como a flor do campo assim floresce; pois soprando nela o vento, desaparece” (Sl 103:14,15,16).

        Meditando nesta realidade, Davi ora a Deus, exclamando: “Ensina-nos a contar os nossos dias para que alcancemos corações sábios” (Sl 90:12).

        No texto a expressão: “Contar os dias” significa aproveitá-los bem, vivê-los intensamente, isto é, dar valor às prioridades para que produzam vida, bem estar, paz e alívio das nossas dores.

        Deus não castigou o ser humano como merecia deixando-lhe o tempo, que pode organizar como lhe apraz, pondo cada coisa em seu devido lugar.

Pelo contrario, Ele nos acalma, pela sua Palavra, mostrando que: ”Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu:

Há tempo de nascer e tempo de morrer;

templo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;

tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;

tempo de chorar, e tempo de rir;

tempo de prantear, e tempo de saltar de alegria;

tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras;

tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;

tempo de buscar, e tempo de perder;

tempo de guardar, e tempo de deitar fora;

tempo de rasgar, e tempo de coser;

tempo de estar calado, e tempo de falar;

tempo de amar, e tempo de aborrecer; tempo de guerra, e tempo de paz” (Ec 1:1-8).

        Portanto, “este é o dia que o Senhor fez…” Ele tem de ser vivido como se fosse o último. E para isso, nós temos que esquecer-nos do ontem:

Esquecer o “ontem” não é apagar, pura e simplesmente, o passado, pois ninguém vive sem ele. Mas é não permitir que o passado interfira, causando problemas.

Existem pessoas que passam a vida lamentando os infortúnios e as derrotas. Vivem a ruminar os momentos difíceis. É neste sentido que o ontem não pode existir.

Elas carregam fardos e são atormentados porque não são capazes de perdoar ou por não terem a sensação de que são perdoados, por Deus, pelo próximo e, principalmente, por eles mesmos.

Paulo oferece uma palavra de alívio quando escreve aos Filipenses: “Irmãos, não julgo que o haja alcançado. Mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que para trás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus (Fp 3:13-14).

Por estas razões, temos condição também de repreender aquelas que passam a vida “cobrando o ontem” das pessoas, ferindo como uma faca afiada cobrando o seu passado.


NÃO PENSAR NO “AMANH”, não pensar no “amanhã” não quero dizer no sentido de desleixo, de falta de previsão, ou falta de planejamento, mas seguindo um dos muitos conselhos do próprio Jesus: “Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus próprios cuidados; basta ao dia o seu próprio mal” (Mt 6:34). Se hoje é o meu último dia, para que a preocupação com o amanhã? Eu não posso jogar o “agora” contra o talvez”. Não devo me atormentar com problemas que jamais me afligirão.

        E para o seu entendimento, posso falar que ao menos uma parte com relação à vontade específica de Deus tem para você… e você… sobre o seu futuro … é esta: Sua posição espiritual e seu destino eterno são as duas únicas coisas que você pode saber com certeza. Se você está em Cristo agora, está claro que você estará com Cristo em todos os momentos do futuro, do amanhã. O resto de seu futuro está oculto, até que aconteça. Sua carreira, seu cônjuge, o lugar onde terá sua casa, suas notas na escola, as doenças, os acidentes, as honras, as viagens, o salário e a aposentadoria são parte da vontade de Deus, mas não são reveladas antes do tempo. Exceto sua posição espiritual e seu destino eterno, tudo o que vai acontecer em sua vida não pode ser previsto com absoluta certeza.

        Pare e pense. Quem poderia imaginar, cinco anos atrás, que você estaria fazendo o que faz agora, ou que iria passar o que passou nesses últimos cinco anos??? Nenhum de nós. E tenho outras notícias para você.

      Você sequer imagina o que vai acontecer nos próximos cinco anos.

        O futuro é tão incerto, excitante, cheio de riscos e maravilhas como os cinco anos que você viveu. Mas, seja o que for que o amanhã ou o futuro lhe traga, saiba que isso é absoluto, imutável, incondicional e está em completa harmonia com a natureza e o plano de Deus. 

        O nosso tempo é hoje. Hoje é dia de salvação, dia de perdão, hoje é o dia de reconciliação e poder falar para o seu próximo: “me perdoe por tê-lo ofendido”, hoje é o dia e a sua chance para começar tudo de novo, para plantar sementes de vida eterna, plantar sementes de esperança e de alegria, sementes de amor, justiça, solidariedade e bons relacionamentos, hoje é o nosso tempo de sorrir, ... não espere fazer isso no “amanhã” porque o Deus da vida cobrará isso de você hoje.

        Se hoje é o nosso dia de vivê-lo intensamente, então eu quero dar umas dicas para você...

1.- Hoje que você seja: um verdadeiro agradecido por mais um dia que Deus lhe deu”. Irmãos sejam agradecidos. Devemos entender que ficar velho é um privilégio. Muitos moços de hoje, que exibem saúde de ferro e estrutura corporal invejável, não terão este privilégio. Portanto, precisamos saudar o amanhecer com gritos de alegria, pois mais um dia é uma dádiva sem preço.

Alegrar-se com o prisioneiro condenado à morte que ganhou mais um dia de vida. Afinal, o dia de hoje é a nossa eternidade.


        Em 2º lugar que o seu propósito seja de não destruir a vida, destruindo o tempo:  Irmãos, aqui na terra, só dispomos de uma vida, que é uma medida de tempo. Desperdiçando o tempo, destruímos a vida.

        O minuto perdido já não mais retorna. Quem pode comprar um minuto? Quando fazia visitação aos hospitais, deparo-me muitas vezes com pessoas que pagariam uma fortuna de vida, por algum momento a mais de respiração.

        Daí a pergunta: Quanto custam as nossas próximas horas?

        Por isso, precisamos fugir dos matadores de tempo, dos inúteis, que ficam em casa sem produzir nada que gere à vida e que não se tem de uma boa consciência de ter feito à vontade de Deus. Os que gostam de ficar muito tempo, horas e horas na frente de uma televisão, que vida tão miserável e pobre, que vida mais mal gasta do que essa, você que não visita ninguém, não partilha sua fé com ninguém, que não faz discipulado para ajudar a alguém, acha que está tudo certo???.

        Cortejar a inutilidade é roubar alimento, vestuário e calor das pessoas a quem amamos. Não podemos ser ladrões. “Este é o dia que o Senhor fez”. É este o dia que devemos vivê-lo para sua glória e santidade.  

        Em terceiro lugar eu queria recomendar que: devemos fazer hoje os deveres de hoje:

        É interessante ver que quando passei pelos meus 40 anos e nessa idade enfrentei uma crise, crise de morte e de esperança, crise de trevas para à luz maravilhosa que o Senhor nos traz a cada manhã: a própria consciência de que vicia na media–idade me fez desistir de querer ser herói, conquistador, eleito especial ou semideus. De lá para cá, caminho cada vez mais consciente de que muito dos meus esforços, lendo, estudando, trabalhando, madrugando e virando noites para “não perder tempo” eram vaidade e correr atrás do vento.

        Mas aprendi uma coisa especial, diante de Deus… que eu sou muito frágil e que sem Deus eu seria ninguém. Por isso eu recompus minha vida devocional, … aprendi a orar contemplativamente e redescobri a meditação bíblica.  Talvez, a maior descoberta que faço, nesse tempo que antecede a minha vida de adulto, é que eu quero fazer a minha vocação maior é da de tornar-me mais humano. Desejo aprender a ser generoso e sereno. Almejo rir, risos contagiantes; quero amar coisas simples e contemplar mais a natureza; saber me deliciar com a arte, um bom filme, brincar com crianças, ler poemas e ouvir a melhor música. Preciso ser mais empático com o pobre, acolher o perdido e dar minha mão ao abandonado.

        Irmãos, irmãs:  Sabem duma coisa... muitas pessoas perdem grandes oportunidades por agirem tardiamente.

        O jornalista Hélio Fraga, no seu emocionante depoimento “Declaração de Bens”, publicado nos grandes jornais do país (é pena que não posso falar tudo o conteúdo deste encarte jornalístico, por ser extenso), relata o seu sofrimento por ter perdido seus dois filhos. Tudo porque deixou de atendê-los na ânsia de proporcionar para eles uma vida melhor, trabalhando dia e noite. E conclui:

Se o dinheiro não foi capaz de comprar a cura de um filho amado que se drogou e morreu; Se o dinheiro não foi capaz de evitar a fuga de minha filha que saiu de casa e prostituiu-se, e dela não tenho mais notícias, para que serve tudo este esforço para ganhar dinheiro?  Para que? Para que ser escravo dele?

Eu trocaria, eu trocaria explodindo de felicidade, todas as linhas da declaração de bens do Imposto de renda, por duas únicas que tive de tirar de dependentes: os nomes de Luiz Otávio e de Priscila, meus dois filhos. E como me doeu retirar estas linhas na declaração de 1996, ano base de 1995.

Luiz Otávio meu filho morreu por overdose aos 14 anos e Priscila minha filha morreu um mês antes de completar 15 anos por AIDS.

        Por esta razão  é que temos de acariciar os nossos filhos enquanto são crianças, enquanto estão conosco, pois amanhã eles terão ido embora, e não dá mais tempo.

        É por isso que temos hoje de envolver nossa esposa ou nosso esposo com beijos, carinhos, palavras doces, cooperação, pois, quem sabe do amanhã?

        Precisamos apoiar os nossos amigos antes que eles partam, precisamos ser mais amistosos, mais leais, mais sensíveis... ligando para eles, visitando-os, sendo solidários com as dores, AUXILIANDO-OS com as dificuldades, pois ninguém mais suporta homenagem póstuma, acho que nem o morto.      

Precisamos apoiar os nossos irmãos aqueles que se oferecem para realizar um trabalho voluntário dentro da Igreja, valorizar os nossos professores de Escola Dominical, nossos líderes de jovens, líder do grupo de louvor, e apoiar o seu pastor e presbíteros, antes que eles partam, abandonem seus cargos e a saudade se torne insuportável.

Em Gênesis 17:23 Deus dá uma ordem a Abraão, e ele a realizou “naquele mesmo dia, como Deus ordenara”. Abraão era obediente a Deus e Deus o chamou de “amigo”.  

Irmãos... !Obediência adiada é desobediência!.

A procrastinação tem provocado verdadeiros desastres a todos os cristãos.

A desobediência nos leva ao fracasso, nos atinge com a soberba e rebeldia, e nos afasta da vontade do Senhor e da comunhão com o Deus da vida e da justiça. A desobediência gera morte, tristeza, causando desamor e desesperança.

CONCLUSÃO

        E para concluir, muitos DE NÓS ainda não se conscientizaram: A parábola do rico insensato, dita por Jesus, registrada em Lucas 12:16-21, é uma grande realidade em muitas vidas: “O campo de um homem produziu com abundancia. E arrazoava consigo mesmo dizendo: Que farei, pois não tenho onde recolher os meus frutos?  E disse: farei isto: destruirei os meus celeiros, reconstruí-los-ei maiores e aí recolherei todo o meu produto e todos os meus bens.     Então direi a minha alma: Tens em depósito muitos bens para muitos anos: descansa, come, bebe, regala-te. 

Mas Deus disse:  Louco, LOUCO amanhã te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será ?  Assim é o que entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus.

      Razão pela qual, aos jovens este conselho:  “Lembra-te do teu criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias e cheguem os anos nos quais dirás, não tenho neles prazer (Ec 12:1). Jovens! sejam pessoas de visão. Semeiem à boa Palavra, semeiem as sementes de amor, da paz e da justiça… E, a todos, este apelo: Buscai ao senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. ( Is55.6 ). Buscar o Senhor não significa apenas comparecendo aos cultos de adoração como espectador passivo...

        Somente a plena participação nas atividades da Igreja local desenvolve maturidade espiritual. Efesios 4:16 diz o seguinte:

A medida que cada membro realiza o seu trabalho, ele coopera para o crescimento dos outros membros, para que todo o corpo esteja saudável, crescendo e cheio de amor. Esse texto nos ordena a amar uns aos outros, a orar uns pelos outros, a incentivar uns aos outros, a saudar uns aos outros, a servir uns aos outros, a aceitar uns aos outros, a  carregar os fardos uns dos outros, a perdoar uns aos outros. A nos submeter uns aos outros, a ser dedicados uns aos outros, além de muitas obrigações mútuas. Isso é ser um membro, do ponto de vista bíblico.  Essas são as suas responsabilidades familiares, que Deus espera que você cumpra na comunidade de sua Igreja. Agora eu pergunto: Com quem você vem servindo dessa forma, agindo e servindo como membro ??

Ensina-nos a contar os nossos dias para que alcancemos corações sábios, precisamos mesmo, saber viver conforme à vontade de Deus.

Irmãos Deus os abençoe!!

Que cada dia traga algo especial, novo  e  maravilhoso  de  se  ver !

Que você sempre tenha tempo para a alegria de viver,

Porque você é alguém que merece o melhor que

a vida pode trazer... Parabéns !

Um abraço de toda a sua família da Igreja IPI de Bauru

______________________________________________________

Para lêr em portuês sobre outros temas:

1.- Jesus tem o controle de toda a Natureza. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/03/jesus-senhor-de-toda-natureza.html

2.- Jesus vem a nosso encontro. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/04/jesus-vem-nosso-encontro.html

3.- Pascoa, permaneçam em mim. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/04/pascoa-permanecam-em-mim_03.html

4.- As Palmas das Mãos de Deus. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/06/as-palmas-das-maos-de-deus.html

5.- A teologia de Libertação e o Protestantismo Brasileiro. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/06/teologia-da-libertacao-e-o.html

6.- Aquele com quem se pode contar. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/07/aquele-com-quem-se-pode-contar.html

7.- A Vitória Definitiva do Crente Sobre a Morte: A Vida. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/07/vitoria-definitiva-do-crente-sobre.html

8.- Ensina-os a contar os nossos dias.Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/08/ensina-nos-contar-os-nossos-dias.html

9.- Teologia e a Libertação na teologia latino-americana e suas contribuições na América Latina. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/08/teologia-e-libertacao-na-teologia.html

10.- Reflexão Pastoral: Provérbios 13,22. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/09/reflexao-pastoral-proverbios-1322.html

11.- A Volta de Cristo: Uma Reflexão Cristã abordando J. Moltmann. link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/09/o-que-penso-sobre-volta-de-cristo.html

12.- Deus é Luz: Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/09/deus-e-luz.html

13.- ISAÍAS : 26, 1- 6: Um Estudo Exegético. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/09/i-texto-1.html

14.- ECUMENISMO: Uma reflexão Teológica. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/10/ecumenismo-uma-reflexao-teologica.html

15.- PAUL TILLICH: Dinâmica da Fé. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/10/paul-tillich-dinamica-da-fe.html

16.- ISAÍAS : 63, 1- 6: Um Estudo Exegético. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/10/isaias-63-1-6-um-estudo-exegetico.html

17.- A CURA COMO AÇÃO SALVÍFICA DE DEUS : Teologia Bíblica do AT. e NT. O tema da Cura consta de tres escritos inéditos sobre a minha monografia no Seminário de 4º ano. Acesse o seguinte link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/10/cura-como-acao-salvifica-de-deus.html

18.- O Estudo do ponto de vista teológico sobre a cura como ação salvífica de Deus. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/10/teologia-sistematica-cura-fisica-como.html

19.- A leitura da Bíblia diante dos desafios da realidade atual. Link: http://teologiaycienciarubedaza.blogspot.com/2011/09/julio-paulo-tavares-zabatiero-diretor.html




No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada